Fique Sabendo

Novo romance da premiada escritora Luisa Geisler traz linguagem original  
para abordar os dilemas da juventude

Por FTD Educação

Estimativa de leitura: 4min 18seg

5 de abril de 2023

Em A angústia das pequenas coisas ridículas, fazer listas, descobrir receitas e ler versos de Fernando Pessoa ou frases de Clarice Lispector são ferramentas para lidar com os sentimentos e sensações da adolescência 

Falta de diálogo com o pai, distanciamento da melhor amiga, discussões com o chefe. Dilemas que fazem parte da vida de muitos jovens são abordados de maneira original e bem-humorada no novo romance da premiada escritora Luisa Geisler, ilustrado por Deborah Salles.  

Em A angústia das pequenas coisas ridículas, lançamento da FTD Educação, a protagonista é uma adolescente que tem a mania de organizar as situações da vida em listas e tópicos, fazendo do hábito da enumeração uma saída para entender a si mesma em momentos de confusão e dúvidas.  

Nessa tentativa de administrar suas questões internas, além de fazer listas a jovem passa a madrugada preparando doces e estuda francês por meio de um aplicativo. Mas é nas receitas da avó, nos versos de Fernando Pessoa e nas frases de Clarice Lispector que ela encontra um verdadeiro alento: a descoberta de que a angústia que sente já foi vivenciada por incontáveis pessoas de outras épocas e lugares. 

“Todos os meus livros surgem da vontade de escrever algo que eu queria ter, surgem de ser leitora. Quis fazer um livro de temas importantes para mim — saúde mental, o poder da literatura perante a solidão —, mas com uma linguagem inteligente e com humor. Se pudesse, abriria um vórtex no tempo-espaço e levaria esse livro para minha eu mesma de 13 anos”, comenta Luisa Geisler.  

Aos 31 anos, a escritora já recebeu o prêmio de melhor narrativa infantojuvenil da Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA), o prêmio Açorianos de narrativa longa e duas vezes o prêmio Sesc de Literatura, além de ter sido finalista de prêmios, como o Jabuti e o São Paulo de Literatura.  

Narrado por uma estudante do segundo ano do Ensino Médio de uma escola pública brasileira, o novo livro de Luisa Geisler tem como ponto forte a linguagem original e dinâmica, que atrai os leitores não só pela identificação que a protagonista desperta, mas também pela maneira como ela expressa sensações e sentimentos típicos dessa fase da vida.  

Entre os temas abordados no livro, estão as dificuldades enfrentadas no primeiro emprego e no ambiente escolar, a busca por se adaptar à sociedade, o esforço para construir amizades e as inseguranças sobre as próprias qualidades e habilidades.  

A história começa quando a mãe da protagonista é internada em uma clínica para se recuperar de uma depressão; o enredo se desenvolve durante as três semanas em que a jovem aguarda o retorno da mãe. Entre as tentativas de falar com ela por telefone, as discussões com o pai, que tem dificuldade de revelar o que está acontecendo, e os problemas cotidianos na escola e no trabalho, a adolescente percorre um caminho de descobertas sobre si, sobre as pessoas que a rodeiam e sobre seu lugar no mundo.  

Num desses momentos de dúvida e angústia, a protagonista redescobre a avó, uma cozinheira e quituteira de mão cheia, a quem não visitava havia muito tempo. Lá, estreita laços familiares que serão uma das chaves para abrir portas na construção de seu projeto de vida.  

Na história, a personagem percorre um caminho de angústias e autoconhecimento, como no “Poema em linha reta”, de Álvaro de Campos (heterônimo de Fernando Pessoa), que inspira o título da obra. Estes dois elementos — comida e literatura — permeiam todo o processo de amadurecimento da protagonista. 

“Talvez, pela primeira vez, tenha conseguido juntar minhas duas paixões, comida e livros, como temas literários. Desenvolvi essas paixões na época do Ensino Médio, e muitos eventos da época se assemelham aos do livro”, relembra Luisa.  

A AUTORA  

Luisa Geisler nasceu em Canoas, no interior do Rio Grande do Sul, em 1991, e hoje vive na capital, Porto Alegre. É escritora, tradutora literária e mestre em Processo Criativo pela National University of Ireland. Escreveu, entre outros livros, Luzes de emergência se acenderão automaticamente (Alfaguara, 2014), De espaços abandonados (Alfaguara, 2018) e Enfim, capivaras (Seguinte, 2019). Além da conquista de diversos prêmios, participou de várias iniciativas multidisciplinares com literatura, inclusive com a Serpentine Gallery, de Londres, e foi autora residente do Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires, o Malba, e do Art Omi, de Nova York, um programa que hospeda autores e tradutores do mundo todo para residências artísticas. Tem textos e livros publicados em mais de quinze países, como Argentina e Japão. 

O que achou dessa matéria?

O que achou dessa matéria?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3.6 / 5. Número de votos: 7

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

mais recentes
cantigas de roda
Conteúdo para Aulas
Brincadeiras de roda: tradição, diversão e aprendizado para as crianças 
Dicas
Dúvidas sobre como criar um cronograma de estudos? Descubra aqui
Dúvidas sobre como criar um cronograma de estudos? Descubra aqui
futuro verde nas olimpiadas
Dicas
Sustentabilidade: o futuro verde das Olimpíadas e Paraolimpíadas
futuro verde nas olimpiadas
Sustentabilidade: o futuro verde das Olimpíadas e Paraolimpíadas
jogos paraolimpicos
Dicas
Paraolimpíadas: superação e inclusão no esporte 
jogos paraolimpicos
Paraolimpíadas: superação e inclusão no esporte 

Olá! Que bom ter você conosco! :)

O Conteúdo Aberto oferece gratuitamente conteúdos com curadoria pedagógica para estudantes, escolas e famílias.
Para ter acesso aos melhores conteúdos, efetue seu login ou cadastro:

Olá! Que bom ter você conosco! :)

O Conteúdo Aberto oferece gratuitamente conteúdos com curadoria pedagógica para estudantes, escolas e famílias.
Para ter acesso aos melhores conteúdos, efetue seu login ou cadastro:

Olá! Que bom ter você conosco! :)

O Conteúdo Aberto oferece gratuitamente conteúdos com curadoria pedagógica para estudantes, escolas e famílias.
Para ter acesso aos melhores conteúdos, efetue seu login ou cadastro: