Enem e Vestibular Notícias

Da prensa Gutenberg ao PNLD – A história do livro didático no Brasil

Por FTD Educação

Estimativa de leitura: 4min 47seg

26 de fevereiro de 2024

Você já refletiu sobre a importância do livro didático?  

Esse material tão presente na vida de qualquer estudante, acompanha cada uma das etapas da jornada educacional, desde o ensino fundamental até o ensino médio, trazendo todas as informações necessárias para a construção do conhecimento. 

Além disso, são essenciais para orientar os educadores no processo de ensino e aprendizagem, fornecendo recursos e direcionamento nas práticas pedagógicas.  

Não é coisa simples, né? Por isso, a história dos livros didáticos no Brasil tem muito a nos dizer! Entender como eles evoluíram ao longo do tempo nos ajuda a entender também a história da educação no Brasil, revelando avanços tecnológicos e as transformações sociais, políticas e culturais que moldaram a educação ao longo dos séculos. 

1808 | A chegada da Imprensa Régia 

Primeira edição do jornal Gazeta do Rio de Janeiro, publicada pela Imprensa Régia. 

Durante o período colonial, a educação no Brasil estava sob a responsabilidade dos jesuítas, que utilizavam manuais religiosos em suas escolas.  

A chegada da Imprensa Régia em 1808, com a vinda da família real portuguesa para o Brasil, possibilitou a produção de jornais, livros e panfletos no país, marcando o início de uma nova era para o ensino brasileiro. 

Em 1818, 10 anos depois, a Imprensa Régia produziu o seu primeiro didático, chamado Leitura para os meninos, com “histórias morais, relativas aos defeitos ordinários às idades tenras, e um diálogo sobre a geografia, cronologia, história de Portugal e história natural”, criada pelo engenheiro militar e político José Saturnino da Costa Pereira. 

Como um órgão do governo real, a Imprensa Régia também funcionava como censor (aquele que censura) e apresentava barreiras para um caráter essencial aos livros didáticos: a democratização da informação.  

Na época, 3 autoridades examinavam o que seria publicado para assegurar “que nada se imprimisse contra a religião, o governo e os bons costumes”. 

1821 | As editoras particulares começam a criar as obras didáticas 

Esse cenário mudou em 1821, quando o Estado deixou de ser o produtor oficial de livros para a educação básica e as editoras particulares assumiram esse papel, criando as obras com autores nacionais.  

O jornalista francês Pierre Plancher foi o pioneiro nesse período ao publicar dois títulos, ambos em 1827. O “Compendio scientifico para a mocidade brasileira” e o Escola brasileira, ou Instrução útil a todas as classes, extraída da Sagrada Escritura para uso da mocidade, em dois volumes. 

1902 | Os primeiros didáticos da FTD Educação 

Há 120 anos, começa a história da FTD Educação, com os Irmãos Maristas que já dirigiam colégios no Brasil.  

Para manter uma Educação de qualidade, foram desenvolvidos conteúdos didáticos que deram origem à primeira Coleção de Livros Didáticos FTD. 

>> Livro didático “Elementos de Arithmética”, da FTD Educação, publicado em 1955. 

1929 | A criação do Instituto nacional do livro 

No Brasil, as primeiras ideias sobre livros didáticos começaram a surgir em 1929, com a criação do Instituto Nacional do Livro (INL). Esse instituto foi estabelecido visando legitimar o livro didático nacional e auxiliar na sua produção.  

A tentativa não foi tão bem sucedida. O livro didático é um produto caro em sua produção e de difícil distribuição, especialmente em um país continental como o Brasil. No ensino público, muitos alunos também não tinham dinheiro para comprar o material.  

Mesmo assim, a criação do Instituto foi um marco educacional importante e foi aí que surgiu um embrião do que hoje é o Programa Nacional do Livro Didático, o PNLD. 

Livros didáticos antigos (1930-1940), de Olavo Bilac E Coelho Netto. 

1985 – Surge o PNLD 

A circulação anual de livros didáticos no Brasil é impressionante! Todo ano, mais de 150 milhões de livros são produzidos e distribuídos para mais de 140 mil escolas, beneficiando mais de 40 milhões de estudantes. 

Desde 1985, o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) assumiu a responsabilidade de fornecer todos os livros didáticos para os alunos das redes públicas de ensino em todo o país.  

Essa iniciativa visa garantir o acesso dos estudantes a materiais de qualidade, promovendo a igualdade de oportunidades educacionais.  

O PNLD se tornou uma referência no mundo inteiro como um exemplo de política pública robusta e duradoura e tem um papel crucial na democratização do acesso ao conhecimento e na promoção da qualidade da educação em todo o país.  

Para conhecer mais sobre o PNLD: 

Você já conhecia essa história? 

Os livros didáticos continuam sendo parceiros essenciais de alunos e professores, trazendo também muita inspiração e diversão ao aprendizado. 

Por aqui, esperamos que tenha gostado de refletir e entender a jornada de um item que nem sempre foi de fácil acesso à população geral e representa muito da nossa história.  

O que achou dessa matéria?

O que achou dessa matéria?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

mais recentes
Colunistas
O caso do ET de Varginha e a perspectiva de um local 
Colunistas
Ano de eleições municipais: o que precisamos lembrar? 
Ano de eleições municipais: o que precisamos lembrar? 
Notícias
Bett Brasil 2024: FTD Educação traz inovações para a gestão educacional  
Bett Brasil 2024: FTD Educação traz inovações para a gestão educacional  
Dicas
Diversidade: saiba como colocar mais livros diversos na sua lista!
Diversidade: saiba como colocar mais livros diversos na sua lista!

Olá! Que bom ter você conosco! :)

O Conteúdo Aberto oferece gratuitamente conteúdos com curadoria pedagógica para estudantes, escolas e famílias.
Para ter acesso aos melhores conteúdos, efetue seu login ou cadastro:

Olá! Que bom ter você conosco! :)

O Conteúdo Aberto oferece gratuitamente conteúdos com curadoria pedagógica para estudantes, escolas e famílias.
Para ter acesso aos melhores conteúdos, efetue seu login ou cadastro:

Olá! Que bom ter você conosco! :)

O Conteúdo Aberto oferece gratuitamente conteúdos com curadoria pedagógica para estudantes, escolas e famílias.
Para ter acesso aos melhores conteúdos, efetue seu login ou cadastro: